Pós doutorando pela UFABC, Programa de Neurociência e Cognição, no Laboratório de Neurociências Aplicadas, sbo a supervisão de João Ricardo Sato.

Pesquisa a relação entre computação, neurociência e performatividade utilizando técnicas de biosensoriamento como Near Infrared Espectroscopy (NIRS), Eletroencefalografia (EEG), Eletrocardiografia (ECG), Eletromiografia (EMG), Resistência Galvânica da Pele (GSR) entre outras, para coletar dados durante a performance como interface cérebro máquina em ambientes poéticos multimídia.

Doutor pela ECA/USP (2013 - 2017 - bolsa CAPES), sob orientação do Dr. Luiz Fernando Ramos.

 

Doutorado Sanduíche na Universidade Paul-Valery Montpellier III, em 2016, com curso em Berlim (Alemanha) sobre Dramaturgia Digital com a equipe criadora do software Isadora (Troika Tronix).

 

Além disso fez estágio no Centro de Epilepsia de Zurique (EPI Klinik, Zurich, Suíça, 2016).

 

Ainda em 2016, elaborou residência artística junto com Daniel Romero, artista multimídia e diretor do Laboratório de Artes e Tecnologia no hTh - CND, Montpellier, França.

 

Seu trabalho performático "Objeto Descontínuo" (2013) utiliza um equipamento de EEG como interface cérebro computador para interagir com os elementos multimídia (sons e vídeos) através do sensoriamento neuronal ao vivo. Assuntos que marcam seu processo criativo são as narrativas e memórias autobiográficas e ficcionais associadas à situações de alteração de consciência como procedimentos para uma dramaturgia digital (DDL).

 

Mestre pela PUC/SP, (Orient. Helena Katz, 2008), sua dissertação leva o título de Estados Alterados de Consciência em Artemídia: o papel do corpo no trabalho do ator.

Fez Bacharelado em Artes Cênicas na UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas (2000), foi orientado por Eusébio Lobo e Luiz Monteiro Jr.

 

Gustavo Sol é ator e performer, atuando também como professor de teatro, diretor e preparador de atores para cinema, teatro e dança.

Também ministra as disciplinas de Metodologia Científica e Didática do Ensino Superior em cursos de Pós- Graduação.

Atualmente é pesquisador colaborador do Laboratório de Pesquisas em Robótica e Reabilitação (LABORE), do Instituto Federal de São Paulo que tem parcerias com a Escola de Engenharia de São Carlos da USP, com a Faculdade de engenharia de São Carlos, USP, com a Associação de Assistência à Criança com Deficiência (AACD) e com a Imperial College London, Londres, UK.

Possui trabalhos em Cinema, destacando-se como ator em Instruções Para Matar Maíra (2011), :dose única, (2007), O Pracinha de Odessa (2013 - gravado em Russo) e Popókas (2009 - ganhador do prêmio de melhor ator no Aruanda Fest e também gravado em Russo).

Gustavo Sol was born in Ribeirão Preto, São Paulo, in 1975.

 

Actor, director, coach and researcher.

Post-PhD Researcher at UFABC at Cognition and Neuroscience Program - Applied Neuroscience Lab, under the supervision of PhD. João Ricardo Sato.

Researcher Collaborator at LABORE - Laboratory of Robotics and Rehabilitation, of Federal Institute of São Paulo.

PhD in Theatre at University of São Paulo - ECA/USP (Brazil, 2017). Completed an internship at University Paul Valery Montpellier III (France, 2016).

 

Master in Communication and Semiotics at PUC/SP (Brazil, 2008) and Bachelor in Theatre at State University of Campinas (Brazil, 2000).

 

Previous research investigated Jerzy Grotowski’s concepts mixing them with Brazilian rites.

 

In the performance Discontinuous Object (2013), makes use of an EEG as a brain computer interface to interact with audiovisuals elements in a digital dramaturgical process.

Currently, studies the role of sensory feedback and attention in the emergence of emotion in actor’s work using Near Infrared Spectroscopy (NIRS), Electroencephalographic (EEG), Electromyographic (EMG), Heart rate monitor (ECG) and other neuro physiologic and biometric technologies.

Loves life, nature, his family, wife, friends, science and arts.